notícias

IBGE projeta novo recorde nacional para a Safra 2021

08/04/2021

IBGE projeta novo recorde nacional para a Safra 2021

Em março, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas estimada para 2021 alcançou mais um recorde, devendo totalizar 264,9 milhões de toneladas, 4,2% (10,7 milhões de toneladas) acima da obtida em 2020 (254,1 milhões de toneladas). As informações são do IBGE que realiza a mensuração regular destes dados.

Frente ao mês anterior, houve alta de 1,7 milhão de toneladas (0,7%). O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) aponta que a área a ser colhida é de 67,7 milhões de hectares, sendo 3,5% (2,3 milhões de hectares) maior que a de 2020 e 1,1% (766,4 mil hectares) maior que o previsto no mês anterior.

O arroz, o milho e a soja, os três principais produtos deste grupo, representam, somados, 92,9% da estimativa da produção e ocupam 87,9% da área a ser colhida. Em relação a 2020, houve acréscimos de 5,1% na área do milho (3,0% na primeira safra e 5,9% na segunda) e de 4,1% na área da soja.

Para a soja, a estimativa de produção bateu um novo recorde: 131,8 milhões de toneladas, com alta de 8,5% frente a 2020. Para o milho, espera-se queda de 0,2% na produção (menos 4,4% na primeira safra e mais 1,3% na segunda),ficando em 103,0 milhões de toneladas.

Em relação a 2020, a área a ser colhida cresceu 3,5% (2,3 milhões de hectares). As regiões Sul (13,7%),Sudeste (3,5%),Norte (1,4%) e Nordeste (3,3%) tiveram altas em suas estimativas, sendo que a primeira deve produzir 83,1 milhões de toneladas (31,4% do total nacional); a segunda, 26,6 milhões de toneladas (10,1% do total); a terceira, 11,1 milhões de toneladas (4,2% do total) e a quarta, 23,3 milhões de toneladas (8,8% do total). Já o Centro-Oeste, que é o maior produtor (45,5% do total),deve ter queda de 0,9%.

Entre as unidades da federação, o Mato Grosso lidera, com uma participação de 27,2%, seguido pelo Paraná (15,8%),Rio Grande do Sul (13,3%),Goiás (9,7%),Mato Grosso do Sul (8,3%) e Minas Gerais (6,4%),que, somados, representaram 80,7% do total nacional.

Soja

A estimativa da produção da soja foi de 131,8 milhões de toneladas, um novo recorde da série histórica do IBGE, com aumento de 1,1% (1,4 milhão de toneladas) ante o mês anterior e de 8,5% (10,3 milhões de toneladas) frente a 2020. Em março, houve ajustes nas estimativas de produção em vários estados, destacando-se os crescimentos de 1,8% no Mato Grosso, de 2,2% em Goiás, de 1,2% na Bahia, de 2,8% em Minas Gerais, de 0,7% no Rio Grande do Sul e de 14,2% no Pará. A safra gaúcha se recupera dos problemas causados pela estiagem em 2020 e está crescendo 74,0%, voltando a patamares normais. Alguns importantes produtores apresentam queda no rendimento médio das lavouras, devido a questões climáticas, como é o caso do Mato Grosso (-3,6%),Paraná (-5,0%),Goiás (-4,0%) e São Paulo (-5,4%).


Com informações da Agência IBGE.

Outras Notícias:


Sede Administrativa
Rua Nove de Agosto, 700
Marechal Cândido Rondon - PR
CEP: 85960-000

Fone: (45) 3284-7500 -
Redes Sociais
SAC
Copyright® Copagril - Todos os direitos reservados - Política de Privacidade Produzido por BRSIS